Um Buraco no Caminho…

Tudo seguia sua ordem como deveria ser (ou como achávamos que deveria…), até que um buraco no meio do caminho estragou tudo e transformou a noite em uma chateação sem tamanho. Até agora sei apenas parcialmente o tamanho dos estragos: meu polegar direito deslocado, um pneu estourado (com possíveis maiores consequências, tipo, roda empenada), trava de regulagem de altura do volante estragado e muita…. muita chateação. Este foi o desfecho do meu domingo.

O que senti no momento do impacto foi a sensação de que algo muito ruim tinha acontecido. Poucos segundos depois a direção começou puxar o carro para a direita e entendi que o pneu dianteiro direito tinha ido para o beleléu. Num segundo momento, a chateação de ter que trocar o pneu no escuro e com ferramentas não tão adequadas. O próximo momento foi de muita dor, com o meu polegar tomando uma pancada após um movimento errado de quem não tem prática com ferramentas e mecânica. Depois veio a ira. Sim amigo, IRA!!

Uma vontade enorme de xingar todos os palavrões existentes na língua portuguesa e inventar mais alguns na hora pra continuar xingando quando acabasse a lista. Acabei não xingando nenhum. Minha filha chorando só aumentava meu desespero e aquela sensação de impotência diante da situação.

Minha ira (foi) é a mesma de milhões de brasileiros que não aguentam mais o descaso com as estradas deste país – não só as estradas, diga-se. Só existe estrada decente onde mercenários empresas licitadas pelos governos cobram pedágios absurdos pra manter a estrada em níveis aceitáveis. Mas essa é outra história. O mesmo drama que passei é o que muita gente passa. Mas nós, brasileiros, apenas ficamos vendo as coisas e reclamando sem fazer nada. Então… vai ser sempre assim.

Enfim, pneu trocado, muito choro de criança, dedo deslocado, mão preta de fuligem de asfalto, dor nas costas, (de ficar abaixado tentando encaixar os parafuso nos seus respectivos encaixes), sede, tremedeira. Segui viagem tentando esquecer o que tinha acontecido e me perguntando porque eu tinha que mudar de faixa justo naquele momento e naquele lugar onde havia um buraco enorme, entre duas faixas e onde não havia iluminação.

Coincidências da vida meu caro. Lei de Murphy ou apenas, provação!

E a vida segue até que apareça outro buraco no meio do caminho.

Anúncios

Um pensamento sobre “Um Buraco no Caminho…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s