Luzes

Era final de tarde de uma sexta-feira e eles voltavam pra casa depois de uma semana estressante de trabalho. A lentidão do trânsito parece que sufocaria o restinho de energia que lhes sobrava. O que já era difícil tomou ares de drama quando o carro de repente parou sem nenhuma explicação e não havia nada que o fizesse funcionar novamente. Enquanto esperavam socorro a noite foi caindo e as luzes davam novo tom àquilo tudo que acontecia e que já fazia com que este final de tarde virasse capítulo de novela.

Ele, sentado no banco do motorista, olhava o movimento dos carros indo e vindo sem querer acreditar no que acontecia. Ela, inquieta, andava para um lado e outro com o celular na mão, pensando talvez para quem ligar. Logo a noite cairia de uma vez e eles quase se conformavam com a espera necessária e demorada.

O diálogo era difícil. Ficar calado naquele momento era o melhor para que as acusações não surgissem e tornassem ainda pior o que já era ruim. Mais um pouco e o socorro finalmente chegou. Enquanto eles cuidavam em descobrir do que se tratava para que seguissem viagem ele olha para ela e percebe pela primeira vez que ela estava quieta. Sentada no meio fio ela tinha o olhar perdido para o outro lado daquela rua onde tinham passado várias horas juntos e quase calados. As luzes do pisca-alerta brilhavam no rosto dela e davam um efeito todo especial ao rosto fino, de olhos castanhos e cabelos soltos. Ela pensava em algo ou estaria apenas esperando? Olhando daquele jeito ele notou algumas coisas naquele rosto. Aquele olhar ele já conhecia muito bem. Ela parecia tão frágil…

Pensou no filho que os esperava em casa e em como sentia falta dele. Pensava que sua vida não podia continuar assim, que precisava de algo melhor. Mas decidiu também que com o que tinha em mãos ele cuidaria deles e que a vida não poderia parar ou ser mal vivida por conta de expectativas e frustrações. O presente já era um presente pra ele. E tudo que ele precisava estava bem ali ao alcance das mãos.

O fim desta história ninguém sabe até agora, pois o lugar ficou vazio depois que saíram em direção a uma nova vida…

_____

Ficções da Vida Real – By Neo

Anúncios

8 pensamentos sobre “Luzes

  1. Muito bom, como tudo que você escreve. Me lembrou uma daquelas cenas de filmes americanos, em que todos ficam calados simplesmente esperando pelo que vai acontecer, e tudo volta (em partes) ao normal…

    Abrassss

  2. o texto está maravilhoso..
    ás vezes,certas coisas precisam acontecer pra gente dar conta do que temos em nossas mãos,ou quem temos ao nosso lado…
    seu texto me encantou..está realmente muito bom!
    parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s