O sentir das letras

Nossas palavras são carregadas de sentimentos. Nem sempre aqueles que sentimos. Muitas vezes estão imbuídas dos sentimentos que conhecemos, daqueles que queremos experimentar, outros que apenas desejamos transcrever. Nem sempre sentimos o que escrevemos, nem sempre escrevemos o que sentimos, mas seremos sempre julgados por nossas palavras. Feliz ou infelizmente.

Alane.

Anúncios

14 pensamentos sobre “O sentir das letras

  1. Obrigada, nando…. Acho que eu e o Neo temos ums sintonia legal e isso ajuda bastante!!!! E tanto o TOS quanto o Pequenas Digressões, meu blog, têm um lado comum, de reflexão…. Mais uma vez, obrigada!!! Beijão..

  2. Realmente, Alane, lindos seus posts! Acho que você encontrou a sintonia TOS, porque esse post em especial poderia ser tranquilamente assinado pelo NEO, rsrsrsrs…. Continue assim! Palavras certas ajudam tanto…

  3. Alane, seu texto está uma doçura pra ler, eu gostei muito de ter encontrado o seu blog, estive lendo ele, nas minhas horas vagas, eu acho muito interessante o jogo das palavras e de tentar expressar o que realmente sentimos. Eu estive andando por esse mundo (blogs) e agora que estou encontrando coisas interessante…

    Ótima iniciativa do “Neo” em convidar a Alane pra postar aqui, isso é saudável para grandes amizades. Eu estarei dando uma passada aqui quando estiver livre…
    Coloquei os “blogs” no (delicious), assim não tenho perigo de perdê-los.

    []’s Neo e Alane…

    Manu – Blog inspirarme.com

  4. é que as palavras podem se prestar à ficção, já os sentimentos, se feitos de pura ilusão, logo desvanecem e ainda assim, ao esgarçar feito um sonho, deixam um outro sentimento em seu lugar. Sonhos podem ser fabricados, assim como palavras novas surgem a cada dia, mas sem sentimentos, não fabricamos nem sonhos e nem palavras.

  5. É Roberta, os seres humanos são assim, né? Julgadores por natureza, não tem jeito… Mesmo inconscientemente, passamos a vida fazendo avaliações. E Fee, normalmente potencializamos mesmo os sentimentos mais negativos… mas isso é natural, porque como a gente quer feliz, quando isso não acontece a frustração é muito grande…
    Quanto ao expressar os próprios sentimentos em palavras, Plínio, há que prefira que seja assim. Mas há quem expresse sentimentos que não são necessariamente sentidos naquele momento. O problema é fazer as pessoas enxergarem isso…

  6. Os sentimentos e as palavras: ambos me deixam felizes, completos. Tento ao máximo expor meus sentimentos no que escrevo e na maioria das vezes, se não for sempre, eu escrevo que sinto, mesmo que seja nas entrelinhas.
    Adorei.
    Abraço perfumado

  7. E já percebeu que muitas, muitas vezes fingimos ou esticamos uma dor que nem é tão dor assim? A gente faz isso quando é sentimento de dor. Com os outros sentimentos, nem tanto. Isso é só por que a gente escreve? Será?

  8. É Alane…

    Até falei recentemente…. nossos sentimentos descarregados em palavras nem sempre refletem um estado de espírito ou algo que somos ou vivemos. Pode ser interpretada simplesmente como licença poética….

    Algumas vezes realmente as palavras serão verdades de algum coração sangrando, mas na maioria das vezes será apenas algum grito da alma, pintado com várias cores ou simplesmente em cinza e negro… pra dizer algumas coisas que precisam ser ditas pra desafogar a mente… o coração e a alma.

    Beijo!

    Neo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s