Espelho

Por Roberta Albano

Olhando no espelho
Como poderia eu saber?
Como qualquer um poderia…
Se os passos são curtos
Tão curtos quanto sonhos
Porém, passamos tempo lembrando
Da mesma forma em que vejo a face
Ela se mexe
Ela se expressa
A pele repuxa
A boca sorri
Os olhos brilham intensos
E nariz é leme
Mas como eu poderia saber?
Saber antes de tudo
Antes de todos?
Como poderia me proteger
Dos mistérios que só a vida sabe
Se não posso nem saber

O que eu verei no reflexo

Um dia depois?

Anúncios

4 pensamentos sobre “Espelho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s