Horas às soltas

Quanto mais tempo tenho, menos tempo tenho pra perceber o tempo. Se vaga uma horinha aqui, preencho ali. Ops, mais um minutinho acolá, e logo depois, já era… Tenho tido uma relação um pouco complexa com as 24 horas do dia. Ultimamente tenho brigado um pouquinho com elas, porque elas fogem de mim, correm tão rápidas e me deixam para trás. Uns dias eu gosto e deixo que elas, as horas, se divirtam a correr pelo campo. Há dias em que me canso de segui-las, tentando fazer com que parem de se apressar… Às vezes insisto, outras desisto. Tem sido assim. 

Alane.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Horas às soltas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s