14 x 32… Histórias

O post de hoje não tem figurinhas, viagens, reflexões ou misturas (talvez até tenha). Também não tem mensagens de outros. O post de hoje é apenas um pouco da história de uma história. A minha. Exatamente hoje mais um ano se completa pra mim. O meu ano novo, quatro meses e meio depois do Ano Novo…

Mais um ano de vida, mais um ano vivido. São 32 anos de muitas coisas. De idas e vindas, crescer, aprender, ensinar, conhecer, trocar, receber. E as pessoas são o que há de mais importante nesta história. Posso dizer que sempre as tive por perto. Família, amigos, colegas, parceiros. Mesmo aqueles que não estão assim tão próximos, são igualmente importantes. Aprendi com todos.

Não sei exatamente o que aprendi, nem o quanto ensinei, mas vivi..

Já dei trabalho quando criança

Já andei de trem e bicicleta

Já caí de bicicleta (e até quebrei o braço numa dessas…)

Já morei na roça

Já briguei com minha irmã, e na escola..

Já discuti com meus pais

Já pisei em cobra

Já fiquei no hospital por vários dias

Já bati o carro

Já me decepcionei

Já decepcionei também

Já subi em árvore

Já me apaixonei, amei, pedi perdão e perdoei..

Já menti

Já discuti por besteira

Já me arrependi

Já tomei banho de rio.. e de mar.. e de chuva

Já toquei violão com corda de pescar

Já fiquei preso em engarrafamento

Já me alegrei… me entristeci.. fui demitido, pedi demissão…

Já ri sozinho

Já fui flagrado

Já me envergonhei

Já me afoguei em rio

Já peguei CD emprestado, emprestei, não devolvi, não recebi…

Já pedi socorro e já socorri

Já perdi ônibus

Já perdi alguém que amava

Já me atrasei, atrasei alguém, senti fome e sede

Já andei muitos quilômetros a pé e já peguei carona

Já senti medo

Já sonhei… e continuo

Já vivi

Já aprendi…

Mas não tudo, nem pretendo… nem precisa

Uma das razões de viver é exatamente aprender. E aprender a amar é o mais importante. Amando somos melhores e magoamos menos.

Talvez eu devesse ter amado mais, chorado mais, ter visto o sol nascer, ter arriscado e errado mais, ter feito o que eu devia fazer…

Talvez eu devesse ter complicado menos, trabalhado menos, ter visto o sol se pôr…

Devia ter me importado menos com problemas pequenos.. ter morrido de amor.

Mas não vou esperar pelo acaso. Cada um sabe a dor e a alegria que traz no coração. Que a alegria seja infinitamente maior que a dor. E será! E pra você que leu até aqui… que os seus dias também sejam especiais… pelo menos tente fazê-los assim.

Aos meus amigos, muito obrigado.

À minha mãe e família, toda minha admiração e amor.

A todos, meu abraço.

Obrigado!

—————————

Neo

Citações: Epitáfio, by Titãs

Anúncios

4 pensamentos sobre “14 x 32… Histórias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s