“Superficial’ma”

Alma!

Me deixa ver sua alma…

A epiderme da alma

Superfície

Alma

Deixa eu tocar sua alma com a superfície da palma

Superfície

Alma

Isso de medo se acalma

Isso de sede se aplaca

Todo pesar não existe

Crise

Já acabou, livre

Já passou o meu temor do seu medo sem motivo

Alma

Daqui do lado de fora

Nenhuma forma de trauma sobrevive

Alma

Deixa eu ver!

Deixa eu tocar!

Superfície

Alma…

_____

Zélia Duncan, “Alma” (trechos)

Adaptação: Neo

===

Para ver e ouvir, aperte o PLAY..

===

Anúncios

3 pensamentos sobre ““Superficial’ma”

  1. neooooooooooo, meu grande amigo neo.
    sempre bom estar aqui ^^)
    amei a “musga” kkkkkkkkkkkkk
    tu sempre com trocadilhos, até no título dessa música que ficou bem a sua cara.
    bjks. *-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s