Pêndulo…

Entre a dor e o gosto resta um breve tempo onde moro imune feito o entardecer

Entre a cor do rosto desta tarde à toa quando a noite insiste em aparecer

Vão dizer…

Entre o certo e o medo, um muro construído com a imaginação

Ou não…

Entre o nobre e o lixo, um lugar tão perto

Nem a tolerância fará suportar

Entre o feio e o falso a arrogância momentânea não deve acabar

Vão dizer…

Quantas vezes tentei parar

Quantas vezes pude encarar

O dia muda

O dia passa

O dia rasga

O dia acaba

E segue firme o movimento deste pêndulo…

____

by Jay Vaquer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s