Você Sempre Soube…

Às vezes nunca sei se “as vezes” leva crase. E as vezes nunca sei em que ponto acaba a frase.

Toda frase acaba num riso de auto-ironia. Você sempre soube. Eu não sabia

E se eu escrevesse “sem” com s ou “cem” com c? Por acaso faria alguma diferença?

Que diferença faria?

O que você faria no meu lugar… se tivesse pra onde ir e não tivesse que esperar?

O que você faria se tivesse que fugir… e não pudesse escapar?

Você sempre soube que eu não conseguiria…

Quando a frase acaba tarde fica tudo pro outro dia. Você sempre soube…

Eu não sabia.

Às vezes não entendo o que você quer dizer quando fica calada.

É como ficar esperando cartas que nunca vão chegar. Não vão chegar com “x” e nem com “ch”…

É como ficar esperando horas que custam a passar…

É como ficar desesperado de tanto esperar

Olhando pela janela até aonde a vista alcançar

Relendo velhas cartas até a vista cansar…

___

Neo

Da música dos Engenheiros (adaptado) – Uma releitura do texto publicado no TOS em 22/10/2008 

Números

Sete vidas, mais de mil destinos

Mega, ultra, hiper, micro, baixas calorias, Kilowatts, Gigabytes

E eu… o que faço com estes números?

Nascimento e Silva 107

Traço de audiência, tração nas quatro rodas

Última edição do Guiness Book

Corações a mais de mil

Cinco extinções em massa

Solidão a dois

Dívida externa, anos luz

Velocidade máxima permitida

E eu… o que faço com estes números?

A medida de amar

É amar sem medida…

___

Neo, revisitando algumas páginas

Citação: Números, by Engenheiros

3×4

taca-vinho-fogo

Diga a verdade pelo menos uma vez na vida. Você se apaixonou pelos meus erros…

Não fique pela metade, vá em frente minha amiga. Destrua a razão desse beco sem saída. Diga a verdade, ponha o dedo na ferida. Você se apaixonou pelos meus erros e eu perdi as chaves. Mas que cabeça a minha. Agora vai ter que ser pra toda vida.

Somos o que há de melhor…

Somos o que dá pra fazer, o que não dá pra evitar e não se pode escolher…

Se eu tivesse a força que você pensa que eu tenho, eu gravaria no metal da minha pele o teu desenho.

Feitos um pro outro, feitos pra durar…

Uma luz que não produz sombra…

__________

By Gessinger