Veio…

insoneQuando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo, você me veio como um sonho bom e me assustei. Não sou perfeito.

A riqueza que nós temos ninguém consegue perceber.

E de pensar nisso tudo… eu, homem feito, tive medo e não consegui dormir…

___

Neo

Da música de Renato Russo, traduzindo sensações vivas

Sobre Amor e Medidas

É como se a gente não soubesse pra que lado foi a vida. Por que tanta solidão?

E não é a dor que me entristece. É não ter uma saída nem medida na paixão.

O amor se foi perdido, foi tão distraído que nem me avisou.

O amor se foi calado, tão desesperado que me machucou.

E se fosse só o amor, mas não. Vão as pessoas, vai o tempo, vão os sonhos, a esperança…

Pior! Pior mesmo é que o amor, justo o amor se vá!!

Porque ainda que eu fale a língua dos anjos… sem amor sou como metal que soa…

Barulho.. vazio…

É como se a gente pressentisse: tudo que o amor não disse diz agora esta aflição.

E ficou o cheiro pelo ar, ficou medo de ficar. Vazio demais no coração.

Só o amor conhece o que é verdade.

Agora vejo em parte, mas depois veremos face a face…

Mesmo que eu falasse a língua dos anjos… nada seria sem amor…

________

Citações: Lenine, Dudu Falcão e Renato Russo em “A medida da paixão” e “Monte Castelo”.

Adições: Palavras by Neo, que não se achou no vazio do que o amor não disse…

Imperfeito…

Muitos temores nascem do casaço e da solidão…

Há tempos tive um sonho. Não me lembro…

Os sonhos vêm, os sonhos vão e o resto é imperfeito…

_______

Renato Russo