Veio…

insoneQuando me vi tendo de viver comigo apenas e com o mundo, você me veio como um sonho bom e me assustei. Não sou perfeito.

A riqueza que nós temos ninguém consegue perceber.

E de pensar nisso tudo… eu, homem feito, tive medo e não consegui dormir…

___

Neo

Da música de Renato Russo, traduzindo sensações vivas

Incompreendidos

A compreensão exige tanto de nós, às vezes. É bonito, é fundamental, é um ato de doação… mas compreender pode estar além da nossa capacidade. Pelo menos naquele momento específico, naquela situação. Tem momentos em que simplesmente nos deve ser permitido ser incompreensivos. É que há coisas que fogem à nossa compreensão. E isso é perfeitamente normal.

Alane.

Sensações…

Dias de sensações interessantes. Quase esquecidas. Mas muito boas, até mesmo pra me relembrar algumas coisas, me fazer pensar no rumo que as vezes dou a vida, e até mesmo a dramaticidade excessiva que atribuo a quase tudo.

Nestes poucos dias aconteceram coisas que me deixaram maravilhado, flutuando. A maioria delas, provocadas pela minha filha. A naturalidade dela, a felicidade em descobrir tanta coisa, a alegria de cada descoberta, é tão incrível. Aí vejo que ela realmente me proporciona coisas maravilhosas de se viver. Coisas que depois de adultos esquecemos, ou nos forçamos a esquecer.

Mas hoje, sou privilegiado em viver estas coisas. Vê-la maravilhada com o mar, com o avião, com um passeio em ônibus coletivo (quase lotado) e em simplesmente poder ficar comigo. As vezes ela gruda e não solta mais…

Resumindo, eu realmente precisava deste tempo, este passeio, me desligar de tudo que me consome no dia a dia, reviver algumas sensações e viver pela primeira vez algumas outras…

No final de tudo, ainda vou poder dizer: valeu a pena, ê, ê…

Abraços a vocês amigos.

______

Neo

…………………

T.O.S no Twitter: https://twitter.com/todosossentidos

Loucura minha

As cores me cheiram bem. É que gosto de misturar sensações. Eu toco no sabor das frutas. Cheiro o colorido das rosas… Brancas, vermelhas.. com gostinho de Bossa Nova… Eu gosto de misturar os sentidos. É a loucura que guardo em mim.

Alane.