Todos os Sentidos – By Betta Albano

Ainda que os dias sejam bons e felizes, somente uma comemoração pode expressar o máximo de sentimento positivo. Porque, comemorando, nós tornamos os dias únicos e, consequentemente, especiais. É por isso que o aniversário TOS é tão importante para mim, para o NEO e para todos os leitores. Porque acompanhar as mensagens publicadas aqui faz com que nos integremos ao projeto fazendo-o parte de nós mesmos. Então chega um dia que precisamos elogiar e exaltar aquilo que nos faz bem em todos os outros dias – como uma troca. E esse pequeno dia compensa todo o esforço da equipe, porque é o reconhecimento pelo seu trabalho.

É por isso que quero parabenizar a todos por este maravilhoso projeto e desejar que continue tendo muitos anos de vida. Tanto o TOS quanto esta família que o rege.

Um grande beijo a todos.

________

Roberta Albano

Anúncios

Espelho

Por Roberta Albano

Olhando no espelho
Como poderia eu saber?
Como qualquer um poderia…
Se os passos são curtos
Tão curtos quanto sonhos
Porém, passamos tempo lembrando
Da mesma forma em que vejo a face
Ela se mexe
Ela se expressa
A pele repuxa
A boca sorri
Os olhos brilham intensos
E nariz é leme
Mas como eu poderia saber?
Saber antes de tudo
Antes de todos?
Como poderia me proteger
Dos mistérios que só a vida sabe
Se não posso nem saber

O que eu verei no reflexo

Um dia depois?

Nothing but a big smile

Há um tempo atrás, não sei precisamente quanto, eu vivia me esgueirando pelas ruas, derretendo com o sol ou assustado com as trevas da noite. Nada me chamava a atenção – rua cinza, muro cinza, poluição eram as únicas coisas vistas nesse típico mundo moderno; tudo era muito comum. Várias pessoas passavam pela rua, esbarrando umas nas outras – como sempre. Entretanto, havia algo diferente: uma menina, sentada num banco da praça. Seus olhos estavam voltados para uma antiga fonte cercada por um pequeno lago artificial, agora quebrada. Era uma praça velha, onde ela estava. Velha e degredada pelos humanos – e completamente suja, devo dizer. Peixes? É… devem ter existido um dia. Mas mesmo assim ela olhava. Depois de um tempo ela tirou um caderno de sua mochila e um lápis também. Fui logo ao lugar onde costumava almoçar e depois, no caminho de volta, lá estava ela, no mesmo lugar, desenhando. Fiquei estranhamente contente ao espiar seu desenho ver uma bela paisagem, inspirada naquela velha pracinha. Fui embora, sem sequer perguntar seu nome. Porque nunca quis que perdesse a magia daquele momento. Sem explicações… somente a lembrança era suficiente para me fazer sonhar. Ela tinha um grande sorriso no rosto e nada mais. Não tinha pressa, não tinha receios. Não hesitava em tratar a vida como uma arte. Ela viu a beleza em lugares que pessoas comuns jamais veriam e ainda assim passou despercebida. Poucas pessoas têm esse dom, de viver a vida com um grande sorriso; Sem se importar com o que possa acontecer.

=*=*=*=

Esse é um texto velho

Já foi publicado mas gostaria que os leitores daqui conhecessem um pouco mais de mim e como criar dois posts por dia é muito difícil pra mim ^^

Repetido sim, mas lindo =P

Como conhecer pessoas

Existem, no final das observações, três tipos de pessoas. O primeiro você conhece através do que ela mesma diz; pode ser um pouco egocêntrica ou só gostar de falar de si mesma de uma forma sutil. O segundo, você conhece pelos gestos; eles deixam as palavras para se expressar através das atitudes. Seria necessário um tipo intermediário de percepção para notá-los. Mas quando se descobre que uma pessoa é desse tipo, é só procurar as mensagens disfarçadas nos atos – você vai achá-las. O terceiro e mais difícil tipo de pessoa, é o tipo mascarado. Não, ele não vai dizer sobre seus sentimentos e nem demonstrá-los. Ele disfarça as coisas, tem aquele ar de mistério. Normalmente, a pessoa é bastante irônica, e diz muitas coisas que no final são besteiras. Como conhecer? Pura convivência. Por mais seja difícil, gaste um tempo observando seus amigos. Decifre-os e pode aprender muito mais do que espera além de saber como tratá-los.

Welcome – Me, Roberta Albano

Olá!
É uma espécie de honra participar desse blog. Até porque o Neo ainda é praticamente um desconhecido. Mas bem, apresentar-me-ei (só para impressionar).
Meu nome é Roberta Albano e sigo a frase que conheci esses dias “Não me importo que falem mal de mim, contanto que escrevam meu nome certo”. Tenho 19 anos, sou estudante de Comunicação Social e sou escritora amadora. Sim, tenho vontade de publicar meus textos um dia, mas é algo que fica para o futuro.
Meu texto, que provavelmente é o que lhes interessa, é geralmente romântico. Eu gosto de descrever bastante mas é sempre uma visão muito apaixonada. Nem sempre é o romance entre casal, mas é o olhar de uma pessoa que se sente apaixonada pelas coisas simples.
Quando se ama, a gente põe paixão até nas gotas de chuva.
Se tiverem vontade de conhecer um pouco do meu “trabalho”, podem dar uma olhada em Lettersalbano.blogspot.com . Talvez eu coloque alguns deles aqui, mas farei um esforço para postar originais e coisas mais informais, seguindo a linha do Neo.
Acho que é isso, com o tempo vocês conhecerão mais.